sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dias melhores para você em 2011

FELIZ NATAL E DIAS MELHORES PARA VOCÊ EM 2011.


Agradeço a todos amigos que me seguiram em 2010 e leram meus escritos.
Agradeço imensamente a amizade e desejo que em 2011 nenhum tiro seja direcionado ao seu pé.

Um forte abraço

@brotherjohnp

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Mais um Natal !!

Fonte da imagem: http://bit.ly/gxK4of



















Amigos!!
Estamos no mês de dezembro e já está na hora de começarmos a escrever sobre o Natal. Vou aproveitar essas semanas que faltam para o Natal para refletir um pouco sobre o sentido desta festa grandiosa. Convido-os a refletir cada texto e tirar as suas próprias conclusões. Acompanhe essa nossa caminhada em preparação ao Natal. Vamos nessa!

Estimados leitores, parece que foi ontem que iniciamos o ano de 2010. Agora nos damos conta de como passou ligeiro. É hora de fazermos um balanço em nossa vida. Voltar nosso olhar para trás e pensar em tudo o que fizemos ou deixamos de fazer. Lembrar as nossas resoluções de janeiro, na virada do ano. Você se lembra de alguma delas? É hora de recordarmos nossas promessas e de vermos de fato se algo de novo aconteceu comigo neste ano. Nesta retomada do ano que passou, aproveite para pensar um pouco no acontecimento mais importante deste mês: o Natal. É hora, quem sabe, de repensar o conceito cristão de Natal. Sim, é isso mesmo! Vamos fazer um pequeno exercício, muito simples: pense por um instante naquilo que o Natal representa para você. Mas seja honesto com você mesmo. Pense naquilo de bom, de concreto que o Natal traz para você. Agora responda: Que representa efetivamente o Natal? Que é que ele traz de novo, de diferente para você? Esta data é especial para você por quê? Muda alguma coisa em sua vida?
Acredito que seja um grande desafio e cada vez mais audacioso passar o Natal da cabeça ao coração. Pensar no Natal como um contínuo viver durante 365 dias por ano, não simplesmente em mera data, quando nos cumprimentamos e trocamos presentes. Precisamos pensar alto. Precisamos fazer retornar o verdadeiro sentido do Natal em nossas vidas. Por isso, neste texto proponho um momento de reflexão e de tomada de atitudes. O desafio consiste em celebrar o Natal de 2010 de forma diferente; quem sabe de maneira inesquecível, que fará você recordá-lo durante todo o ano de 2011. Topa esse desafio? Então vamos nessa!
O desejo de milhares de pessoas na face da terra é um dia poder celebrar o Natal com o seu verdadeiro e integral significado. Eu conheço uma pessoa que tem este grande sonho: que o Natal se torne novamente a comemoração do nascimento de Jesus. Não estou brincando. É sério. Ela me disse assim: “Brother, eu gostaria que o Natal se tornasse de novo a comemoração do nascimento de Jesus dentro de cada um de nós”. Esse desejo me fez refletir sobre a forma como eu vivo o Natal de cada ano. E me fez pensar em  Jesus que um dia nasceu para mostrar ao mundo que é possível viver de outra forma. Pensando sobre isso, senti vontade enorme de reaprender a rezar com o Menino Jesus. Como eu gostaria de que o recém-nascido Homem-Deus, senhor da história, ensinasse a toda a humanidade a sempre nova e sempre antiga oração da nova forma de ver tudo aquilo que Ele sempre nos ensinou com sua vinda à terra: o respeito pela vida humana e o desejo operoso de conquistar a vida eterna. Se o Natal fosse de fato o aniversário espiritual de cada ser humano, se nesse dia comemorássemos a alegria de viver em paz e harmonia, com certeza não existiriam tantos desentendimentos e  guerras. Se em cada nascimento de criança, a exemplo do nascimento de Jesus, soubéssemos valorizar a vida como os reis magos valorizaram a vida de Jesus, certamente não teríamos mais tanta mortalidade infantil, crianças morrendo de sede e fome.
Se celebrássemos o Natal de forma verdadeira, como deveria ser, sobretudo em função da graça e da conquista da eternidade feliz, com certeza nos sentiríamos sempre em casa, não importa o lugar onde estivéssemos. Experimentaríamos a agradável sensação de sermos acolhidos, amados e respeitados, independentemente de nossas peculiaridades, como a cor, a profissão ou o montante das nossas posses.
Como seria bom se a árvore de Natal fosse infinitamente mais do que o simbólico pinheiro enfeitado. Que bom se essa árvore fosse ornada com as luzes do verdadeiro amor. Que os presentes colocados em baixo dessa árvore não passassem de sorrisos e gestos humanos, para que atendessem ao mistério inefável apresentado pelos anjos na mais bela das noites, quando esquadrões da milícia celeste cantaram para os humildes pastores que guardavam o rebanho: Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade. Que bom seria se todos nós pensássemos neste Natal somente em Jesus e em sua mensagem de amor e de paz. Que bom se este mesmo Natal fosse celebrado não somente no mês de dezembro, mas em todos os dias do ano. Com esse pensamento fica aqui o nosso desafio para o ano de 2011: vamos transformar todos os dias do próximo ano no nascimento de Jesus e vivenciar cada dia tudo o que ele nos ensina. Vamos tentar? Se você tentar e não conseguir você já será um vitorioso, porém se você nem tentar, então amigo, você está mirando o tiro bem no seu pé!

Um abração

@brotherjohnp

  
REZE COM SUA FAMÍLIA E AMIGOS

Oriza Martins

É quase Natal. 
Solitário em meu quarto, olho por entre a vidraça embaçada: luzes ao longe, 
sons de canções distantes,  risos, preces, fogos a ribombar na imensidão. 
Desolado, penso naqueles que me estão ausentes.  Natal frio. Triste, desolador.
Meu olhar se perde na escuridão da noite estiolada. Olho, mas não vejo nada. 
Nada à frente. Nada no futuro. Por que estou só? Volto o olhar ao passado. 
Relembro os dias de glória, de fama, poder, vitória. Onde estão vocês, fãs de outrora,
Amores de verdes anos, amigos de toda hora? Falhei, falhaste, falhamos. 
Onde foi que deixamos  nossos sonhos, amizades, enganos e desenganos?
De repente, sons que aumentam, frases que se elevam, risos que me preenchem.
Euforia, esperança, canções, cheiro de amor. Quem chegou? Quem bate?
Feliz Natal! Sinto que chegaste. Chegaste? Não, já estavas aqui. Apenas eu não te via,
Que alegria! Preenches o meu Natal, com carinho, luz e calor. És amigo eterno, amigo de todas as horas. Não faltaste nunca, nem faltarias agora. Como sempre, estás aqui, 
estás comigo, Senhor!


domingo, 5 de dezembro de 2010

Essa é a Juventude que amo!

Mais uma vez a Igreja do Brasil, representada pelo Setor Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), se adiantou na luta por uma juventude evangelizadora, protagonista e audaciosa. O 1º Encontro Nacional de Movimentos Juvenis, que começou na sexta-feira (03/12) foi mais um passo acertado nesta caminhada de evangelização das juventudes do nosso Brasil. O encontro tem por objetivo celebrar a unidade da Igreja na diversidade de carismas”, segundo o assessor do Setor Juventude, padre Carlos Sávio. Ele salienta ainda que o evento procura se aproximar das expressões juvenis presentes na Igreja no Brasil. “O Setor Juventude busca somar esforços para que todos juntos possam anunciar, com discernimento e responsabilidade, o Evangelho de Jesus”, completa.
São essas atitudes que me deixa feliz e me impulsiona cada vez mais a trabalhar por essa juventude que tanto amo. O que mais me impressiona é a garra e a disposição com que essa juventude tem assumido a proposta da Igreja, representada por diversos carismas, dentro de Congregações religiosas, Movimentos e outras denominações.
Em uma sociedade onde impera, infelizmente, um preconceito contra a juventude, os jovens estão dando respostas aos adultos que tanto criticam essa juventude. A mídia (escrita, falada, televisionada), os Meios de Comunicação Social que muitas vezes colaboram com isso, com muita facilidade utilizam da palavra "jovem" quando querem chamar a atenção da sociedade, sobretudo se eles estiverem envolvidos em violência ou outras "ferocidades". Temos tantos exemplos por ai, que vai desde a barbaridade feita com o índio Galdino até os "marginais" da Avenida Paulista. (Para saber mais sobre isso, click AQUI) . Quando se quer chamar a atenção da sociedade, basta estampar nas manchetes a palavra "jovem" e pronto, aí temos mais um motivo para as críticas aos jovens, taxando-os de revoltados, revolucionários, delinquentes, geração perdida etc. Ainda ontem no Jornal Nacional, Jornal da Band veio à tona o caso dos "jovens" agressores da Avenida Paulista. Está certo, concordo que é um caso extremos, mas o meu questionamento é: Por que certos telejornais não divulgam coisas boas sobre a nossa juventude. Por exemplo, não seria notícia em rede nacional esse magnífico encontro que está acontecendo  no Centro de Mariápolis Ginetta, em Vargem Grande Paulista (SP)? 
Coisas maravilhosas acontecem envolvendo a juventude e o Brasil não fica sabendo. Basta um jovem cometer um deslize e toda mídia cai em cima. É uma pena este descaso com a nossa juventude. Louvamos a Deus que temos uma Igreja que caminha junto com a juventude.
Dias atrás lia uma reportagem sobre a força do Twitter e a aceitação pelos adolescentes e jovens. Ontem a noite eu vi como essa juventude está conectada. Chovia mensagens no Twitter sobre o Encontro Nacional de Movimentos Juvenis. Twittando com o Pe. Savio, o Assessor Nacional do Setor Juventude (@padresavio) ele me dizia: " Estamos aqui com 300 lideranças nacionais de mais de 30 movimentos de todo o pais e nos seguindo agora mais de 600 twiteiros". Fiquei feliz com essa representatividade. Isso prova que a luta continua. 
Termino aqui com mais uma frase do Pe. Savio: "Viva nossa linda juventude!!!". É isso mesmo, viva esta juventude que amo, viva a Igreja e todos quantos se esforçam para tornar nossos jovens cada vez mais evangelizadora protagonistas. E você, o que está fazendo pela juventude do Brasil?


Um abraço.


@brotherjohnp